quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Cinema e Vídeo

É a elaboração e a produção de audiovisuais artísticos, documentais ou jornalísticos. O cineasta produz filmes e vídeos de curta ou longa, sejam eles autorais, publicitários ou institucionais, sejam documentários ou de treinamento. Pode criar ou adaptar histórias para escrever o roteiro, envolver-se coma escolha do elenco e dos cenários ou, ainda, definir a iluminação, a fotografia, a sonorização e a edição das imagens filmadas. Precisa ter paciência e disposição para o ritmo irregular de trabalho e para lidar com orçamentos limitados e prazos curtos. É fundamental ter facilidade para relacionamentos, já que esse é um trabalho em equipe.

O mercado de trabalho
Com o interesse crescente das empresas em vender seus produtos e sua imagem por meio de recursos audiovisuais, o mercado de filmes institucionais apresenta-se como uma boa alternativa para o profissional. Produtoras que elaboram conteúdo para mídia indoor, como as TVs em ônibus, metrôs e elevadores de prédios comerciais, é uma alternativa para esse bacharel. A produção de filmes curtos para ser vistos pelos aparelhos de celular também aumenta a busca pelo especialista. No segmento de TV a cabo, as operadoras estrangeiras estão se unindo e reservando parcela de seu orçamento para investirem programas e séries de TV rodados no Brasil. As maiores oportunidades são para editores de imagem, diretores de fotografia e, principalmente, roteiristas. Normalmente, o recém-formado inicia como estagiário ou assistente em produtoras para, depois de adquirir experiência, assumir o cargo.

Além do eixo Rio - São Paulo, o maior mercado nessa área, outras regiões começam a oferecer espaço para o profissional, como Minas Gerais, Brasília e o sul do país. Destaque também para Pernambuco e Bahia, onde a indústria cinematográfica ganha força. E há carência de bons profissionais em capitais como Manaus, Belém e Cuiabá.

O curso
O aluno entra em contato com todas as fases de criação cinematográfica, da redação do roteiro à direção e montagem do filme. Disciplinas específicas, como teoria cinematográfica e história do cinema, alternam-se no currículo com técnicas de gerenciamento e produção. A maior parte do tempo é dedicada a aulas práticas em laboratórios de fotografia, montagem e sonorização. O estágio, bem como o trabalho de conclusão de curso, é obrigatório. Fique de olho: algumas escolas, como a UFMG, oferecem a habilitação em Artes Visuais com especialização em Cinema de Animação. Em outras, Cinema é habilitação da graduação em Comunicação Social.
 Duração média: quatro anos.


Outros nomes: Artes Vis. (cin. de anim.); Cin.; Cin. de Anim.;Cin. de Anim. e Artes Dig.; Cin. Dig.; Cin. e Audiovisual; Comun. Soc. (cin. dig.); Comun. Soc. (cin. e mídias dig.); Comun. Soc.(cin. e vídeo); Comun. Soc. (cin.).

O que você pode fazer

Animação
Criar imagens usando elementos diversos, como desenho, fotografia, massa de modelar, papel e computação gráfica.

Direção
Coordenar a execução de um filme, desde a aprovação do roteiro e escolha do elenco até o planejamento da produção, a definição da iluminação e dos figurinos e a edição das cenas.

Direção de arte
Definir os aspectos visuais e sonoros de um filme, escolhendo com o diretor as cores, os espaços e os ambientes das cenas. Coordenar o trabalho de cenógrafos, figurinistas, maquiadores e atores, para garantir uniformidade às cenas.

Fotografia
Planejar a iluminação das cenas que serão filmadas, a fim de transmitir as idéias, as emoções e o clima definidos no roteiro e pelo diretor.

 Montagem (edição)
Selecionar e juntar as cenas rodadas para ordenar a narrativa e dar unidade artística ao filme ou ao vídeo.

Produção
Planejar, organizar e executar as ações indispensáveis para a filmagem, da captação de dinheiro à contratação de diretores, atores, técnicos e pessoal de apoio.

Roteiro
Adaptar ou escrever histórias originais para a filmagem. Sonorização Gravar, mixar e editar a trilha sonora do filme, como ruídos e música.

5 Comentarios:

Eu fiz um mini curso de produção de vídeo, e mesmo sendo um projeto mais simples, o encanto é o mesmo, sedutor o modo como preparamos a história,escolhemos cenário atores, a gravação é fascínio puro. Fico ainda com meu jornalismo, mas sonhando em um dia produzir um documentário!

Interessante esse ramo da comunicação, porém também prefiro o jornalismo, mas com a internet e essa forma agil de divulgação tbm pode dar boas oportunidades aqueles da area de cinema e video,não é mesmo?

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

tenho vontade de fazer um curso assim, gosto de mexer com essa area de videos.

http://gleice-oliveira.blogspot.com

Postar um comentário