sexta-feira, 12 de novembro de 2010

NANOTECNOLOGIA


É a ciência que projeta e desenvolve produtos e processos tecnológicos a partir de partículas minúsculas, na escala de nanômetros (1 milímetro é igual a 1 milhão de nanos), como os átomos.Com o uso de técnicas e ferramentas específicas, esse profissional é capaz de organizar átomos e moléculas a fim de dar origem a um produto, processo ou novo material. Atua na pesquisa e no desenvolvimento de diversas áreas, desde a medicina, passando pela química, biológica, têxtil, até computação e tecnologia. Ele encontra campo em empresas que trabalham com inovação, sejam de grande ou pequeno portes.

O mercado de trabalho

Esse profissional ainda não existe no mercado de trabalho. Por enquanto, somente a UFRJ oferece esse curso, nas cidades do Rio de Janeiro e Duque de Caxias, e a primeira turma se forma em 2013. Estima-se que, até 2015, esse setor receba investimentos de mais de 1 trilhão de dólares em todo o mundo. "Esse profissional terá mercado crescente ante o grande desenvolvimento das indústrias brasileiras, principalmente em inovação", afirma Renata Simão, coordenadora do curso na UFRJ. A Região Sudeste, por concentrar muitas indústrias, reúne as melhores oportunidades

O curso

A grade curricular possui forte base em física, matemática, química e biologia nos dois primeiros anos. Depois, as disciplinas são direcionadas para a ênfase escolhida pelo aluno. Em física, estudam-se eletromagnetismo, mecânica quântica, processos cinéticos, biofísica de sistemas e medicina molecular. Em materiais, o conteúdo é voltado para matérias como cristalografia, tecnologia de materiais cerâmicos, polímeros, imunologia e química de materiais. E, em bionanotecnologia, matéria condensada, química supramolecular, biomateriais e fisiologia celular. 

Duração média: quatro anos.

O que você pode fazer

Desenvolvimento

Criar produtos e processos tecnológicos de diversos segmentos para indústrias.

Pesquisa

Realizar pesquisa científica para universidades e institutos de pesquisa.

0 Comentarios:

Postar um comentário